Matemática do amor

NerdLove1

Já usei de quase tudo como metáfora para o amor, menos a matemática. Ciência exata. Nunca me dei com a ciência, nem com coisas exatas. Daí, nunca me dei com a matemática.

Tantos anos se passaram e ela, meio como quem não quer nada, entrou com tudo na minha vida. Danada matemática. A razão é simples: A está para B, sendo B ≠ 0, temos um resultado. Fácil, essa até eu sei fazer. Então chegou o A, e aí chegou o B, o B era alguém diferente de nada. Resultado. Correto. Nota A. Parabéns!

A razão é simples, mas têm algumas condições. Começou a complicar. Eu quebrei a cabeça, resolvi pensar mais. Essa eu acerto. Uma folha de rascunho. Algumas tentativas. Temos um resultado.

Danada matemática. Ciência exata. Entrou na minha vida e eu agora tenho que saber tudo que eu ignorei em anos de colégio. No amor, a razão nem sempre é tão simples, a proporção nem sempre é igual. Mas o A está para o B. Isso é o que importa.

Matemática, ciência exata. Já o meu amor… Esta tendendo ao infinito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s